Select Page

Amamentação e novas mães, conselhos práticos

Set 29, 2017

Dizem que os começos nunca são fáceis, e é verdade. É verdade, mesmo na maternidade. Vivemos a gravidez com muita excitação, dúvidas e medos, mas quando temos o nosso bebé nos braços, tudo isto se multiplica. Estamos muito contentes com o novo membro da família, mas também vivemos momentos em que não sabemos o que temos de fazer ou como o temos de fazer. Um dos aspetos que mais nos preocupa é a amamentação. Durante a gravidez imaginámos que passaríamos um tempo quase mágico com o nosso pequeno nos nossos braços alimentando-o. Mas a realidade é bastante diferente, e estamos confrontados com problemas diferentes. A fim de estarmos melhor preparados, vamos analisar uma série de dicas para fazer da combinação da amamentação e das novas mães um sucesso.

Aleitamento materno e novas mães, problemas comuns

Num artigo anterior tomámos conhecimento de alguns dos problemas que uma nova mãe, ou não, pode enfrentar ao amamentar o seu bebé. Iremos revê-los brevemente, juntamente com algumas recomendações. Em seguida, continuaremos a dar-lhe algumas dicas que serão de grande ajuda:

  • O refluxo faz com que o bebé vomite com muita frequência. Torna mais difícil para o bebé ganhar peso, bem como problemas logísticos, tais como muita roupa suja. O melhor a fazer é consultar o seu médico, manter o bebé elevado após a mamada e ser paciente, como na maioria dos casos a razão é devido à imaturidade do sistema digestivo, que se corrige ao longo do tempo.
  • O seu aparecimento leva a muitos problemas, e em alguns casos ao fim da amamentação. Temos de nos certificar de que o bebé se agarra corretamente. Quando aparecem as evitar sufrimento na amamentaçãofissuras, os adesivos da Nursicare serão uma grande ajuda, uma vez que ajudam a ferida a sarar mais rapidamente. Também reduzem a dor e a inflamação.
  • São a consequência de fissuras. É uma inflamaçãoda glândula mamária. A sua origem pode ser bacteriana, mas também pode ser causada por uma obstrução ou por uma alta produção da prolactina hormonal, responsável por estimular a produção de leite. Causam grandes dores, e é necessário consultar um médico o mais cedo possível.
  • A falta de experiência e, por vezes, maus conselhos, significa que muitas mulheres precisam de usar protetores de mamilos para alimentar o seu bebé. Se o bebé se habituar a eles, é difícil deixar de os usar. A sua utilização diminui o fluxo de leite, o que leva o bebé a ficar desesperado para se alimentar e, em alguns casos, a desistir do peito. É bom ter a certeza de que precisamos realmente dos protetores de mamilos, e se estamos a usá-los, tente fazer com que o bebé os abandone pouco a pouco. Aproveite o tempo em que o bebé está calmo para oferecer o peito sem os protetores dos mamilos.
  • Muito pouco leite materno. Normalmente, a mãe produz tanto leite quanto o bebé necessita. Mas nem sempre é este o caso, especialmente no início. Na maioria dos casos o problema é normalmente a falta de estimulação, por isso o melhor conselho é colocar o bebé ao peito constantemente para aumentar a produção. Também podemos utilizar uma bomba de leite, mas esta é menos eficaz.

Até agora, analisámos alguns problemas específicos, agora vamos analisar algumas dicas que serão úteis para todas as novas mães em relação à amamentação.

Amamentação e novas mães, mais algumas dicas

Vejamos agora algumas dicas que serão muito úteis para todas as novas mães que tenham decidido ir para a amamentação:

  • Um bom começo. As primeiras horas do bebé são fundamentais para o estabelecimento de uma boa amamentação. É importante que, uma vez dado à luz, ofereçamos o peito ao nosso filho o mais cedo possível, na própria sala de parto, ficaremos certamente apego surpreendidos com a sua capacidade de amamentar. Durante os dias passados na clínica, tente limitar o número de visitantes e o tempo passado no quarto. Precisamos de uma atmosfera calma e descontraída em que ofereçamos ao bebé o peito de pouco em pouco tempo. Devemos aproveitar a nossa estadia no hospital para fazer ao pessoal médico quaisquer perguntas que possamos ter.
  • Chuchas e tetinas. Se dermos ao nosso bebé uma chucha ou usarmos um biberão antes de a amamentação estar bem estabelecida, acabaremos por confundir o bebé. Um peito não é utilizado da mesma forma que uma chucha ou uma tetina. Mesmo que o médico recomende um reforço de fórmula, é melhor usar uma seringa ou colher para alimentar o seu filho.
  • Bom conselho. Se formos novas mães, teremos percebido que somos o alvo perfeito para todo o tipo de conselhos. É verdade que na maioria dos casos é feito com boas intenções, mas mesmo assim, é sempre melhor ter o conselho de um profissional para nos ajudar com esta questão.
  • Pense em ambos. Muitas mães pensam que é necessário estabelecer a amamentação a todo o custo, quer doa ou não, ou mesmo se existem fissuras. É verdade que vale a pena o esforço de amamentar o nosso filho, mas não a qualquer preço. Primeiro, porque se a amamentação é um sofrimento para nós, mais cedo ou mais tarde acabaremos por desistir. Mas também, esforço e sofrimento não são sinónimos; ninguém nos obriga a fazer deste tempo um verdadeiro tormento para nós. Transmitiremos este sentimento ao bebé e, no final, não será saudável. Pensemos em nós os dois e façamos da amamentação uma experiência agradável.
  • Já falámos sobre este assunto, mas não queremos terminar sem o mencionar. O bebé deve agarrar-se corretamente ao nosso peito, de modo a não causar dor ou fissuras. A boca do bebé deve cobrir quase completamente a auréola do peito. Vamos abrir-lhe a boca e trazê-la para mais perto do nosso peito para o ajudar. Se ele se agarrar mal, repetir a operação. Para soltar o bebé, basta inserir o dedo mindinho entre a boca e o mamilo, para que deixe de chupar.

O aleitamento materno e as novas mães podem ser um par perfeito se pusermos em prática todas estas dicas.

 

Nursicare

Otros blogs

28 - Fev - 2022

Fissura na base do mamilo: porque ocorre?

Uma fissura na base do mamilo é uma das razões mais comuns para que uma mãe deixe de amamentar. A dor pode ser tão intensa que algumas mulheres optam por usar medicação para acabar com a amamentação. No entanto, existem remédios para os curar rapidamente para que o seu bebé possa continuar a...

26 - Fev - 2022

Primeiros socorros, em crianças com mais de 1 ano de idade

Os primeiros socorros são um conjunto de ferramentas que nos permite agir em determinadas situações e oferecer cuidados iniciais até que, se necessário, chegue ajuda especializada ou levemos a criança a um centro médico para avaliação. Recordar-se-á que na entrada sobre "primeiros socorros para...

19 - Fev - 2022

Alergias na idade pediátrica

O que é uma alergia? A alergia é um mecanismo de defesa do organismo contra uma substância que o nosso sistema imunitário reconhece como estranha. Estas substâncias podem ser alimentos, medicamentos, inaladores, substâncias de contacto. Um alergénio é qualquer substância capaz de desencadear...

12 - Fev - 2022

Baby- Led- Weaning, e você, está disposta a isso?

A prática do Baby-Led-Weaning (BLW), ou alimentação regulada pelo bebé, tornou-se generalizada nos últimos anos e, longe de ser uma moda, oferece muitos benefícios tanto para o bebé como para a família. BLW é um método de introdução de alimentação complementar, no qual o bebé pode levar a...

5 - Fev - 2022

Sintomas de COVID em crianças, o que precisamos saber?

Depois de quase dois anos de pandemia, a sexta onda e a nova variante Ómicron, deixam-nos novamente muitas dúvidas, e nestes últimos dias, não paro de receber perguntas sobre os sintomas que o vírus produz nas crianças e que temos de ter em conta, por isso vamos diretos ao problema. O que...

25 - Jan - 2022

O início da alimentação complementar… tire as suas dúvidas!

O momento para começar a introduzir alimentos, em geral, deixa os pais muito entusiasmados, é um dos momentos especiais em que vemos como os nossos bebés evoluem, mas também pode gerar um mar de dúvidas... vamos ao que importa! Quando posso começar a oferecer-lhe comida? O ideal é começar por...

22 - Jan - 2022

Primeros socorros, em menores de um ano.

Os primeiros socorros são um conjunto de ferramentas que nos permitem atuar em determinadas situações e oferecer os primeiros socorros, até que, em caso de necessidade, chegue ajuda especializada ou mesmo que levemos a criança a um centro clínico para que a avaliem. Nos últimos anos,...

8 - Jan - 2022

Dermatite atópica. Mantemo-la afastada?

A dermatite atópica é uma doença inflamatória da pele, que afeta cerca de 15 a 20% da população infantil em Espanha. Metade dos casos são diagnosticados no primeiro ano de vida. Dados que não passam despercebidos, não é? Trata-se de uma doença crónica da pele, cujo principal sintoma é a...

1 - Jan - 2022

Vacinação do COVID e crianças, ainda tem dúvidas?

Trago-vos uma conversa que pode acontecer em qualquer encontro de pais: – Vais vacinar o teu filho/a? - Eu não tive dúvidas em vacinar-me, mas a verdade é que não estou nada decidida a vacinar o meu filho… Esta conversa não vos é estranha? Neste momento é muito comum ouvi-la em parques, à saída...

29 - Dez - 2021

A importância de comunicar através da pele

Sabias que o toque é o primeiro sentido a desenvolver-se dentro do útero, e o últimoa desaparecer antes de morrer? E que a pele é o maior órgão do nosso corpo? Tendo em conta ambas as coisas, já podemos ter a ideia da importância da comunicação através da pele e do toque. A nossa pele é a...

Abrir chat
👩 ¿Necesitas ayuda?
Nursicare responde
¡Hola! 👋
Déjanos tu mensaje y una experta en lactancia te responderá lo antes posible.
0
CARRITO
  • No products in the cart.