Select Page

Primeiros socorros, em crianças com mais de 1 ano de idade

Fev 26, 2022

Os primeiros socorros são um conjunto de ferramentas que nos permite agir em determinadas situações e oferecer cuidados iniciais até que, se necessário, chegue ajuda especializada ou levemos a criança a um centro médico para avaliação.

Recordar-se-á que na entrada sobre “primeiros socorros para crianças com menos de 1 ano de idade”, falámos sobre como o desenvolvimento psicomotor nos alertou para um ou outro tipo de “acidente”, bem, em crianças com mais de um ano de idade podemos olhar para quedas, pancadas e ferimentos. Alguns destes bebés, com cerca de um ano de idade, terão começado a andar e outros estarão a andar muito em breve, este marco de desenvolvimento traz consigo um momento “divertido” para os pais.

E como não se trata de lhes cortar as asas e não os deixar conhecer e explorar o mundo à nossa volta, para além de preparar o ambiente e torná-lo o mais seguro possível, é um óptimo momento para aprender as noções básicas de como lidar com nódoas negras e ferimentos.

Quando uma criança dá uma pancada, onde não há ferida aberta (ou pode haver, mas o problema principal é a concussão) os passos a seguir são simples e estão ao alcance de qualquer pessoa:

  • Antes de mais, ajudamos a criança, tentamos tranquilizá-la e analisamos onde se encontram os danos.
  • Em segundo lugar, devemos aplicar frio local. Podemos certamente obter gelo, e devemos ter em conta que não não é aconselhável aplicá-lo directamente, mas com um pano, plástico, musselina… para proteger a pele (a aplicação directa pode causar queimaduras por frio).
  • Sim, eu disse gelo, o gelo de toda a vida. Evite as barras de arnica, que estão tão na moda e disponíveis em farmácias e parafarmácias, porque o gelo é muito mais eficaz.
  • Se a contusão for num membro, braços ou pernas, e a criança puder tolerar estar imóvel por um curto período de tempo, pode também ajudar a elevar o membro acima do nível do coração.
  • Todos estes cuidados visam reduzir a inflamação causada pela pancada, e o frio do gelo também ajudará a reduzir a dor.

No caso de o acidente envolver uma ferida aberta, devem ser tidos em conta os seguintes aspetos:

  • Lavar bem as mãos com água e sabão ou, na sua falta, com gel hidroalcoólico, para reduzir o risco de infecção da ferida.
  • Lavar a própria ferida com sabão e água, ou com solução salina se o anterior não estiver disponível, tendo cuidado se houver vestígios de sujidade ou pedras durante a limpeza.
  • Secar cuidadosamente (gaze ou lenço limpo, evitando o algodão).
  • Se tivermos disponível um anti-séptico, podemos utilizá-lo. Recomenda-se evitar o uso de Iodo Povidona em crianças pequenas, e o anti-séptico de escolha neste caso seria a Clorexidina.

E, claro, se falamos de primeiros socorros, temos de falar de asfixia. Embora nesta fase do ano de vida, já tenhamos superado os primeiros receios relativamente à introdução de alimentação complementar, as crianças pequenas colocam tudo na boca, e a maior parte dos engasgamentos ocorre em crianças com menos de 5 anos de idade, seja com comida, com brinquedos ou com um objecto que encontraram e puseram na boca quando não deviam.

Como mencionámos no post anterior, se testemunharmos uma asfixia e a criança estiver a tossir alto, devemos deixar a criança tossir, e encorajá-la a continuar a tossir. Se esta tosse já não for eficaz, ou se a tosse se tornar impossível, devemos iniciar manobras de OVACE (obstrução de vias aéreas por corpo estranho), que, para os maiores de um ano de idade, são as seguintes:

  • Efetuar 5 pancadas interescapulares.
  • Realizar a manobra de Heimlich (segurando a criança por trás, colocamos o punho e a mão em cima, no poço do estômago (abaixo do esterno) e aplicamos pressão na nossa direcção e para cima.
  • Podemos repetir esta secuencia hasta que consigamos resolver la obstrucción, llegue ayuda especializada, o bien, hasta que la persona quede inconsciente, momento en el que tendríamos que iniciar las maniobras de reanimación cardiopulmonar (RCP).

Este conhecimento permite-nos, enquanto pais, ganhar segurança e confiança. É muito fácil que em algum momento da vida dos nossos filhos tenhamos de os ajudar com uma pancada, uma queda, uma lesão (é muito raro que não tenhamos sido tocados) e agir adequadamente pode ajudar-nos a tornar esse momento menos traumático e mais calmo em geral. Por outro lado, há situações com as quais provavelmente nunca terá de lidar como pai, como a asfixia, mas neste caso, ter o conhecimento pode ajudar-nos a salvar uma vida.

Também pode ler: PRIMEIROS SOCORROS, EM MENORES DE UM ANO.

banner nursicare

Otros blogs

28 - Fev - 2022

Fissura na base do mamilo: porque ocorre?

Uma fissura na base do mamilo é uma das razões mais comuns para que uma mãe deixe de amamentar. A dor pode ser tão intensa que algumas mulheres optam por usar medicação para acabar com a amamentação. No entanto, existem remédios para os curar rapidamente para que o seu bebé possa continuar a...

19 - Fev - 2022

Alergias na idade pediátrica

O que é uma alergia? A alergia é um mecanismo de defesa do organismo contra uma substância que o nosso sistema imunitário reconhece como estranha. Estas substâncias podem ser alimentos, medicamentos, inaladores, substâncias de contacto. Um alergénio é qualquer substância capaz de desencadear...

12 - Fev - 2022

Baby- Led- Weaning, e você, está disposta a isso?

A prática do Baby-Led-Weaning (BLW), ou alimentação regulada pelo bebé, tornou-se generalizada nos últimos anos e, longe de ser uma moda, oferece muitos benefícios tanto para o bebé como para a família. BLW é um método de introdução de alimentação complementar, no qual o bebé pode levar a...

5 - Fev - 2022

Sintomas de COVID em crianças, o que precisamos saber?

Depois de quase dois anos de pandemia, a sexta onda e a nova variante Ómicron, deixam-nos novamente muitas dúvidas, e nestes últimos dias, não paro de receber perguntas sobre os sintomas que o vírus produz nas crianças e que temos de ter em conta, por isso vamos diretos ao problema. O que...

25 - Jan - 2022

O início da alimentação complementar… tire as suas dúvidas!

O momento para começar a introduzir alimentos, em geral, deixa os pais muito entusiasmados, é um dos momentos especiais em que vemos como os nossos bebés evoluem, mas também pode gerar um mar de dúvidas... vamos ao que importa! Quando posso começar a oferecer-lhe comida? O ideal é começar por...

22 - Jan - 2022

Primeros socorros, em menores de um ano.

Os primeiros socorros são um conjunto de ferramentas que nos permitem atuar em determinadas situações e oferecer os primeiros socorros, até que, em caso de necessidade, chegue ajuda especializada ou mesmo que levemos a criança a um centro clínico para que a avaliem. Nos últimos anos,...

8 - Jan - 2022

Dermatite atópica. Mantemo-la afastada?

A dermatite atópica é uma doença inflamatória da pele, que afeta cerca de 15 a 20% da população infantil em Espanha. Metade dos casos são diagnosticados no primeiro ano de vida. Dados que não passam despercebidos, não é? Trata-se de uma doença crónica da pele, cujo principal sintoma é a...

1 - Jan - 2022

Vacinação do COVID e crianças, ainda tem dúvidas?

Trago-vos uma conversa que pode acontecer em qualquer encontro de pais: – Vais vacinar o teu filho/a? - Eu não tive dúvidas em vacinar-me, mas a verdade é que não estou nada decidida a vacinar o meu filho… Esta conversa não vos é estranha? Neste momento é muito comum ouvi-la em parques, à saída...

29 - Dez - 2021

A importância de comunicar através da pele

Sabias que o toque é o primeiro sentido a desenvolver-se dentro do útero, e o últimoa desaparecer antes de morrer? E que a pele é o maior órgão do nosso corpo? Tendo em conta ambas as coisas, já podemos ter a ideia da importância da comunicação através da pele e do toque. A nossa pele é a...

26 - Dez - 2021

Os segundos 9 meses

Já ouviu falar do termo "exterogestação"? Exterogestação, traduz-se literalmente como gestação externa, fora do útero da mãe. A espécie humana nasce entre 37 e 42 semanas, no que é considerado um nascimento a termo, no entanto, se nos compararmos com outras espécies animais, nascemos muito...

Abrir chat
👩 ¿Necesitas ayuda?
Nursicare responde
¡Hola! 👋
Déjanos tu mensaje y una experta en lactancia te responderá lo antes posible.
0
CARRITO
  • No products in the cart.