Select Page

Como amamentar com sucesso

Ago 31, 2016

O antigo primeiro-ministro britânico Winston Churchill disse uma vez: O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo. A verdade é que não poderíamos estar mais de acordo com esta afirmação porque há poucas coisas que conseguiremos alcançar na vida se não perseverarmos. Quando não têm sucesso da primeira vez, o importante é não desistir e continuar a tentar. É o mesmo com a amamentação por isso vmos mostrar-lhe como transformá-la num êxito.

O que é uma amamentação bem sucedida?

É evidente que o sucesso é relativo, mas neste caso podemos dizer que teremos tido sucesso se conseguirmos estabelecer a amamentação da forma correta e mantê-la em exclusivo durante os primeiros seis meses de vida do nosso filho.

Depois seria um triunfo poder combinar a alimentação complementar com a amamentação até ao seu segundo aniversário.

Vejamos como atingir este objetivo.

10 passos para o sucesso da amamentação

  1. Colocar o bebé no peito logo após o nascimento. O início precoce do aleitamento materno é fundamental para o sucesso do estabelecimento do aleitamento materno. Felizmente, e desde que a saúde da mãe e da criança o permita, a maioria das maternidades tem o bom hábito de permitir a amamentação pele com pele, tornando assim mais fácil para o bebé agarrar-se ao peito o mais cedo possível.maternidade
  2. Conselhos. Como mães, especialmente as novas mães, estamos sujeitas a muitos conselhos, principalmente de outras mães. Para além de ser bastante esgotante, acabam por criar novas dúvidas em vez de esclarecerem as nossas dúvidas. A melhor coisa a fazer nestes casos é consultar profissionais que nos possam aconselhar adequadamente.
  3. Persevera. Como para qualquer outro propósito na vida, a perseverança é essencial. Podemos ter alguns problemas em estabelecer a amamentação da forma correcta no início. Portanto, será imperativo não desistirmos e continuarmos a tentar com determinação.
  4. Ultrapasse obstáculos. Poucas coisas na vida são um leito de rosas e podemos assegurar-lhe que a amamentação não está entre elas. Diferentes problemas irão surgir e as soluções mais apropriadas terão de ser encontradas.
  5. A postura é fundamental. Tem de encontrar a posição mais adequada que permita ao seu filho estar confortável e comer facilmente, por um lado, e que lhe permita a si estar confortável e descontraída, por outro lado. Nem sempre será fácil encontrá-la, mas é muito importante, caso contrário podem surgir certos problemas que podem pôr fim à amamentação. Um dos mais usuais são as gretas. Se este for o seu caso, recomendamos Nursicare, que são discos que não só controlam as fugas de leite, mas também ajudam a cicatrização das feridas e assim reduir a dor. Sem dúvida uma grande ajuda até encontrar a posição que melhor lhe convém a ambos.
  6. Chuchas e biberãos Até um momento apropriado não há problema seo bebé utilizar uma chucha. Há mesmo estudos que indicam que previne a morte súbita. No entanto, não é aconselhável dar a uma criança uma chucha até que a amamentação esteja totalmente estabelecida. O mesmo se aplica ao biberão: se tiver de lhe dar algum leite para apoio ou mesmo extrair o seu próprio leite durante os primeiros dias, é melhor dar-lho com uma seringa ou uma colher.
  7. Limpeza. Não há dúvida de que quando se lida com um bebé, a higiene é fundamental, mas sempre de uma forma equilibrada. NNão é necessário lavar o peito com sabão e água cada vez que vai alimentar o amamentação filho; um duche diário é suficiente. Antes de cada mamada, se necessário, é suficiente limpá-la com água. Devemos
    tentar não colocar qualquer tipo de creme no peito, pois não é adequado para a nossa criança (nem mesmo para curar fissuras). Como mencionámos num ponto anterior, existem alternativas para não haver necessidade de utilizar este método.
  8. A pedido. A verdade é que o aleitamento materno requer um grande espírito de sacrifício. Numa altura das nossas vidas em que não estamos tão bem como gostaríamos, temos de assumir a tarefa de alimentar, de forma xclusiva, um bebé. Isto significa que estamos prontas a alimentá-los em qualquer altura do dia. Embora, com o passar do tempo, as tomas ve vão espaçar, a verdade é que nas primeiras semanas serão muito frequentes. Além disso, a alimentação a pedido do bebé será fundamental para termos a quantidade de leite de que precisamos para alimentar o nosso bebé.
  9. Água. O principal componente do leite materno é a água, por isso é muito importante ter uma boa ingestão deste líquido. Não esqueçamos também que o aleitamento materno produz uma grande sensação de sede. Se não nos hidratarmos frequentemente, será uma experiência muito desagradável. Por isso, certifique-se de que tem sempre consigo uma garrafa de água para cobrir esta necessidade.
  10. Grupos de apoio. Muitas mães que têm estado à beira de desistir conseguiram amamentar com sucesso graças a grupos de apoio. Neles
    não vão só receber conselhos de um profissional na área. Também, pode partilhar as suas experiências com outras mães que estejam a passar por situações semelhantes. Só a possibilidade de falar sobre o assunto e sentir-se compreendido será uma ajuda essencial. Mas também seremos capazes de resolver quaisquer dúvidas que possamos ter a este respeito, sem esquecer que eles serão capazes de corrigir a nossa técnica se esta não for a mais apropriada. Por isso, não hesite e procure esta importante ajuda.

Com o nascimento do seu bebé, começa um período excitante, o qual, claro, não é isento de dificuldades. Mas se seguirmos todas as dicas que vimos e mantivermos um bom ânimo, será certamente uma experiência inesquecível.

 

Nota: Mais informações sobre o Nursicare AQUIe os pontos de venda. AQUItambém para os comprar online. Durante o ano 2016, serão entregues em sua casa (sem custos de envio)

 

Nursicare

Otros blogs

28 - Fev - 2022

Fissura na base do mamilo: porque ocorre?

Uma fissura na base do mamilo é uma das razões mais comuns para que uma mãe deixe de amamentar. A dor pode ser tão intensa que algumas mulheres optam por usar medicação para acabar com a amamentação. No entanto, existem remédios para os curar rapidamente para que o seu bebé possa continuar a...

26 - Fev - 2022

Primeiros socorros, em crianças com mais de 1 ano de idade

Os primeiros socorros são um conjunto de ferramentas que nos permite agir em determinadas situações e oferecer cuidados iniciais até que, se necessário, chegue ajuda especializada ou levemos a criança a um centro médico para avaliação. Recordar-se-á que na entrada sobre "primeiros socorros para...

19 - Fev - 2022

Alergias na idade pediátrica

O que é uma alergia? A alergia é um mecanismo de defesa do organismo contra uma substância que o nosso sistema imunitário reconhece como estranha. Estas substâncias podem ser alimentos, medicamentos, inaladores, substâncias de contacto. Um alergénio é qualquer substância capaz de desencadear...

12 - Fev - 2022

Baby- Led- Weaning, e você, está disposta a isso?

A prática do Baby-Led-Weaning (BLW), ou alimentação regulada pelo bebé, tornou-se generalizada nos últimos anos e, longe de ser uma moda, oferece muitos benefícios tanto para o bebé como para a família. BLW é um método de introdução de alimentação complementar, no qual o bebé pode levar a...

5 - Fev - 2022

Sintomas de COVID em crianças, o que precisamos saber?

Depois de quase dois anos de pandemia, a sexta onda e a nova variante Ómicron, deixam-nos novamente muitas dúvidas, e nestes últimos dias, não paro de receber perguntas sobre os sintomas que o vírus produz nas crianças e que temos de ter em conta, por isso vamos diretos ao problema. O que...

25 - Jan - 2022

O início da alimentação complementar… tire as suas dúvidas!

O momento para começar a introduzir alimentos, em geral, deixa os pais muito entusiasmados, é um dos momentos especiais em que vemos como os nossos bebés evoluem, mas também pode gerar um mar de dúvidas... vamos ao que importa! Quando posso começar a oferecer-lhe comida? O ideal é começar por...

22 - Jan - 2022

Primeros socorros, em menores de um ano.

Os primeiros socorros são um conjunto de ferramentas que nos permitem atuar em determinadas situações e oferecer os primeiros socorros, até que, em caso de necessidade, chegue ajuda especializada ou mesmo que levemos a criança a um centro clínico para que a avaliem. Nos últimos anos,...

8 - Jan - 2022

Dermatite atópica. Mantemo-la afastada?

A dermatite atópica é uma doença inflamatória da pele, que afeta cerca de 15 a 20% da população infantil em Espanha. Metade dos casos são diagnosticados no primeiro ano de vida. Dados que não passam despercebidos, não é? Trata-se de uma doença crónica da pele, cujo principal sintoma é a...

1 - Jan - 2022

Vacinação do COVID e crianças, ainda tem dúvidas?

Trago-vos uma conversa que pode acontecer em qualquer encontro de pais: – Vais vacinar o teu filho/a? - Eu não tive dúvidas em vacinar-me, mas a verdade é que não estou nada decidida a vacinar o meu filho… Esta conversa não vos é estranha? Neste momento é muito comum ouvi-la em parques, à saída...

29 - Dez - 2021

A importância de comunicar através da pele

Sabias que o toque é o primeiro sentido a desenvolver-se dentro do útero, e o últimoa desaparecer antes de morrer? E que a pele é o maior órgão do nosso corpo? Tendo em conta ambas as coisas, já podemos ter a ideia da importância da comunicação através da pele e do toque. A nossa pele é a...

Abrir chat
👩 ¿Necesitas ayuda?
Nursicare responde
¡Hola! 👋
Déjanos tu mensaje y una experta en lactancia te responderá lo antes posible.
0
CARRITO
  • No products in the cart.